Please enable JS

Andiroba: quais os benefícios e os motivos para o extrativismo da Carapa Guianensis

A árvore Carapa Guianensis, popularmente conhecida como Andiroba, é uma meliácea de grande porte, de referência mundial e que possui diversos benefícios medicinais.

A haste da árvore, que brota do solo e vai até os galhos, tem formato cilíndrico e reto, com sabor amargo vindo da casca. É uma árvore de frutos e flores, de natureza típica da Amazônia.

O óleo da carapa é conhecido como “óleo de andiroba” e sua extração se dá através das sementes dos frutos que caem no chão. O fruto libera em torno de quatro a seis sementes. Depois de extraído o óleo é utilizado para a produção de repelentes contra insetos, anti sépticos, anti-inflamatórios e até cicatrizantes. É muito utilizado pelas comunidades e assentamentos da região norte do Brasil. Além disso, o óleo serve no tratamento de feridas em animais.

 

Das folhas e da casca da andiroba é possível produzir chás para aliviar febres e vermes intestinais, úlceras, picadas de insetos e parasitas de pele. O óleo é muito aproveitado pelas comunidades e assentamentos da região norte do Brasil, e pode também ser encontrado na produção de sabonetes, cremes e shampoos na indústria cosmética.

Manter a viabilidade e o armazenamento correto da semente é tarefa difícil pois, em condições naturais, as sementes podem perder o poder de germinação, dificultando o plantio.

A Naté Beauty buscou as melhores condições e utiliza alta tecnologia na produção de repelentes multifuncionais à base de óleo da andiroba. O repelente multifuncional hidrata, nutre e fortalece a pele e repele insetos nocivos à saúde. São muitos benefícios em um só produto.



MAIS HISTÓRIAS



Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência enquanto você navega. Saiba mais em nossa Política de privacidade do site.